sexta-feira, 25 de junho de 2010

sara-mago

Se tens um coração de ferro, bom proveito.
O meu, fizeram-no de carne,
          e sangra todo dia.

             josé saramago

5 comentários:

Anônimo disse...

corações de ferro são frios
e estáticos.como algo para se por em estantes e acumular pó.
os feitos de carne ainda batem, e a cada dia criam uma vida à se viver....
compará-los seria o mesmo que comparar liberdade com prisão.
presos estariamos sempre em segurança, sem jamais tropeçarmos em uma pedra.mas também, nunca veriamos uma flor.
livres vivemos tudo o que há pra se viver....
..independente do que seja.

Carol Selles disse...

talvez compará-los realmente não seja o mais correto a se fazer, pois como disse são antagônicos. talvez também não exista certo ou errado. o que existe são escolhas e com ela conseqüências, o tal do livre-arbítrio se aplica perfeitamente. pois, ou escolhemos que nosso coração seja de carne e mesmo que sangre dia-a-dia você viva o que a vida lhe traz de bom e ruim e aprenda com tudo ou escolhemos ter um coração de ferro, frio, sem sentimentos e histórias para contar simplesmente vazio... mesmo que me doa, mesmo que eu fique exposta e vulnerável a tudo o que a vida me proporciona, prefiro mil vezes ter um coração que pulsa, que tenha vida e seja mais do que vivo à um coração vazio...

Anônimo disse...

mas acho que tal escolha seja impossível...todos nascemos e morremos com coração de carne...por mais que finjam ou digam, jamais alguém terá um coração de ferro...frio e calculista...acho mais possível a escolha de se ter um coração ou se ter um simples orgão vital, que não exerce nada além de sua função (bombar sangue)... mas acho que mesmo assim ele não deixará de sofrer algumas consequências...

Anônimo disse...

vaco

Carol Selles disse...

o vaco é o homem da vaca? kkkkkk desculpa é que não me contive vih...rs mas voltemos a nossa filosofia:
tudo bem, concordo contigo que talvez seja impossível tal escolha, porém, há sempre aquelas pessoas que conseguem ser mais "racionais", mais frias. sei lá, acho que tem gente que consegue sim ser assim. se privar, preferir nem sequer tentar com medo de sofrer. pensando melhor, talvez seja um "sofrimento" diferente, como se a pessoa vivesse sempre com medo das consequências, e com isso tende sempre a não viver. na verdade, na verdade, sempre seremos tendenciosos, eu sempre conseguirei ver melhor sob o meu olhar, sob como sou, mas quem me garante que minha verdade seja absoluta, não é?! vai saber...

Related Posts with Thumbnails
online